terça-feira, 2 de agosto de 2011

Un giro in Italia

Muitos me perguntam o que fazer na Itália em 10, 15 ou 20 dias... e me pedem dicas do melhor roteiro e ordem das cidades. Portanto vou resumir o que penso, tentando me abster da minha opinião pessoal de que é o país mais lindo do mundo e revelando o básico e o mínimo de dias em cada lugar para que você tenha tempo de conhecer o imperdível.

Sempre digo que as principais cidades da Itália são Roma, Firenze (Florença) e Veneza. Apesar de serem extremamente turísticas, dispensam comentários, elas realmente valem a pena. Em uma viagem de uma semana ou 10 dias dá pra conhecer muito bem estas três cidades, totalmente diferentes entre si, e que representam vários estilos italianos. Você irá precisar de, no mínimo, 3 dias em Roma, 2 em Firenze e 2 em Veneza. Como há vários voos diretos do Brasil para Roma, sugiro conhecê-las nesta ordem, e o melhor meio de transporte entre elas é o trem, já que é inviável dirigir no centro dessas cidades e você também poderá aproveitar o tempo da viagem para descansar (ou ainda, para ficar admirando a paisagem, como eu).

Se você desembarcar em Milão, ou se tiver uns dias a mais de viagem, pode aproveitar também 1 ou 2 dias para curtir esta cidade. Mas, apesar de eu ter morado lá durante 3 meses, não diria que é uma cidade imperdível. O Duomo é realmente impressionante, imenso, maravilhoso, e você pode conhecer tanto dentro quanto em cima. É lindo andar pela “laje” da catedral e ver de perto os pináculos e gárgulas de estilo gótico, além de ter uma bela vista da cidade. Mas não tem muito mais que isso.

Na frente do Duomo, você pode passear pela Galleria Vittorio Emanuele e passar o calcanhar pelo touro pra dar sorte! E ali pertinho, há algumas quadras de distância, está o Castelo Sforzesco, que pertencia às famílias da dinastia renascentista milanesa, e onde hoje se encontra a Pietà inacabada de Michelangelo. Outra obra importante de Milão é o afresco da última ceia de Leonardo, que fica na igreja Santa Maria delle Grazie. Mas para conhecer esta tela pessoalmente, você precisará reservar com alguns meses de antecedência, portanto planeje-se!

Se você der sorte, poderá assistir a uma ópera no famoso Teatro Scalla, ou ainda fazer umas comprinhas no quadrilátero da moda, uma rua onde concentram-se as lojas das principais grifes italianas. Na primeira semana de janeiro, e também no fechamento de cada estação, tenha paciência, pois as filas para entrar nessas lojas durante o saldi, as liquidações, são quilométricas.

Para concluir as dicas da cidade, tome um tradicional aperitivo no Naviglio, um canal que concentra os principais barzinhos da cidade. O aperitivo começa no final da tarde, em horário de happy hour, e você pode beliscar vários petiscos em estilo self-service pagando apenas a bebida que consumir. É uma ótima pedida para descansar de um dia de caminhada pela cidade.

Além das cidades mais turísticas da Itália, há outras duas regiões que considero imperdíveis: a Toscana e a Costa Amalfitana. Para andar pela Toscana, sugiro alugar um carro em Firenze, pois desta forma você poderá conhecer várias cidadezinhas em um dia no seu próprio timing. As mais charmosas são Montalcino, Montepulciano, Pienza, San Gimignano, Siena e Lucca. As três primeiras você pode conhecer em um dia, parando na estrada para apreciar a típica paisagem toscana, com seus campos verdinhos cheios de pinheiros... Além disso, pra quem curte vinho, esta região é um paraíso. Não deixe de entrar em todas as Enotecas para assagiare (experimentar) vários tipos de vinho e comprar uma garrafa de Brunello de Montalcino, ou Nobile de Montepulciano.

Lucca e Siena são cidades maiores e igualmente lindas, que merecem um dia inteiro para cada uma, portanto reserve no mínimo 3 dias para conhecer a Toscana. E se tiver mais um dia livre e bastante fôlego, conheça também Cinque Terre.

A Costa Amalfitana foi minha última paixão italiana, e você poderá acompanhar mais dicas nos posts anteriores deste blog. Reserve pelo menos um dia para Capri, um em Sorrento e um em Positano. Amalfi e Ravello você pode conhecer em um dia, saindo de Positano. E se quiser variar um pouquinho das cidades praianas, aproveite para conhecer também as ruínas de Pompei, que também fica ali pertinho. Portanto, de 3 a 5 dias será suficiente para conhecer a região da Costa Amalfitana.

Por último, mas não menos importante, gostaria de destacar mais 2 cidades que considero importantes: Verona e Assisi. Caso você tenha tempo, vale a pena parar em Verona no caminho de Milão para Veneza, e em Assisi entre Roma e a Toscana. Em contrapartida, apesar de turística, eu não indicaria Pisa, a não ser que você tenha bastante tempo e dê uma passadinha por lá de carro durante os dias que estiver na Toscana. Você precisará de apenas 2 horas para tirar uma foto segurando a torre torta, como todos fazem, e de mais alguns euros para subir na torre, que na minha opinião não compensa. Como diria a minha amiga, se for pra ir pra lá só pra tirar uma foto, melhor fazer uma montagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário